IAB/CAU-BR

Categorias Institucional
0 / 0

Brasília, Brasil

IAB – Instituto de Arquitetos do Brasil

CAU-BR – Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil

Com o objetivo de criar uma relação espacial entre as duas instituições, IAB e CAU-BR, optou se por utilizar um elemento familiar em Brasília: o pilotis. Pilotis este, que em conjunto com o declive natural do terreno é cortejado por um jardim bucólico, com a criação de uma rampa que almeja ser vivida, como um auditório em pleno ar livre. O caráter  bucólico deve estar presente no primeiro contato com o edifício e é propagado em altura através de uma alameda de árvores central entre as duas estruturas, criando um filtro vivo entre o IAB e o CAU, dando para uma galeria de circulação primária que foi colocada em todos os pavimentos, atenuando este esqueleto bruto de betão.

Esta galeria surge enquanto uma varanda das salas interiores, criando uma relação espacial, social e física entre os dois edifícios, mas também surge para contrapor o conceito tradicional e obsoleto da sala de espera que é abundante no programa. Com as galerias face a face, o seu guarda-corpo curva-se e transforma-se em assento, funcionando inteiramente como um local de estadia e como a sala de espera ao ar livre.

Num simples sistema de pilares e vigas optou-se pela concentração das infraestruturas, resultando assim em um sistema de open plan, onde as divisórias internas seriam feitas em painéis amovíveis tendo sempre a flexibilidade de aumentar ou adaptar todos os espaços. Para efeitos de iluminação e ventilação, o edifício conta com uma membrana de brises, também em betão, que ao associar-se à fachada, unifica os dois volumes numa só peça arquitetónica.

Sistema Construtivo
Planta Baixa Garagem
Planta Baixa Terreo
Planta Baixa 1 Pavimento
Planta Baixa 2 Pavimento
Planta Baixa 3 Pavimento
Planta Baixa Auditório e Terraço